Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
Antigo Regime no Brasil (Ref: 9788568274606)
Por meio da análise de processos do Conselho Ultramarino, entre 1643 e 1713, concernentes aos domínios da Coroa Portuguesa na América, este livro abarca quatro grandes áreas de poder relacionadas...
Disponibilidade: Envio imediato
por R$ 58,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Quantidade: No momento a quantidade solicitada não esta disponível em estoque
Digite seu CEP:
Descrição longa
Antigo Regime no Brasil: soberania, justiça, defesa, graça e fisco (1643-1713)
Alexander Martins Vianna

Por meio da análise de processos do Conselho Ultramarino, entre 1643 e 1713, concernentes aos domínios da Coroa Portuguesa na América, este livro abarca quatro grandes áreas de poder relacionadas à soberania do Estado no Antigo Regime: Justiça, Defesa, Graça e Fisco. Os temas singularidade colonial, pacto colonial, Antigo Regime de fronteira ou dos trópicos são revisados por meio da abordagem eliasiana sobre configuração de instituições, havendo amplo diálogo com o revisionismo crítico europeu sobre os temas Antigo Regime, Formação do Estado e Absolutismo.O livro foi concebido para professores de história do Ensino Básico e para alunos de graduação da área de humanidades. Por isso, há um extenso estado d¿arte no qual o autor demonstra as suas escolhas e singularidades em relação aos padrões críticos dos estudos Pós-Guerra Fria que, no Brasil, romperam com o modelo paulista de pacto colonial ao pensar a História do Brasil Colonial, mas que não abandonaram completamente a forma mentis liberal. Em larga medida, o livro valoriza e desenvolve muitas das intuições e questões de pesquisa do prof. Arno Wehling, considerando a sua interface com História do Direito, das Instituições e das Ideias Políticas no Antigo Regime.Com certa dose de originalidade, o livro faz amplo uso do revisionismo crítico na História das Ideias, da Cultura Política, do Vocabulário e das Instituições no Antigo Regime, visando à proposição de um modelo interpretativo ancorado em análise qualitativa. Não por acaso, observamos o desenvolvimento e a exposição de uma estratégia de análise que contextualiza as singularidades estilísticas, formais e funcionais das fontes no espaço negocial do Conselho Ultramarino. Assim, a configuração estatal-estamental da fração ibero-americana da Coroa Portuguesa é situada no quadro maior das lógicas de poder e instituições do Antigo Regime.
Especificação
Apresentação: Brochura, capa em papel cartonado, miolo em papel Avena 85g.
Formato: 17 x 23cms.
Dados técnicos
ISBN: 978-85-68274-60-6
Páginas: 279
Edição: 1ª
Ano Publicação: 2015
Texto adicional
Alexander Martins Vianna